Publicado em Deixe um comentário

Pequenos cafeicultores exportam para Bélgica e Espanha

Cooperativa de Poço Fundo (MG) fez primeira exportação direta para esses países

Cooperativa de Poço Fundo (MG) fez primeira exportação direta para esses países

Por: Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)

Com o trabalho de promoção comercial do projeto Agro.BR, a Cooperativa dos Pequenos Cafeicultores de Poço Fundo (Coocaminas) exportou, pela primeira vez de forma direta, 360 sacas de café para a Bélgica e 320 para Espanha em abril deste ano.

O Agro.BR é uma iniciativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), para promover os produtos agropecuários de pequenos e médios empresários rurais. Ambas as instituições fazem parte da plataforma Brasil Exportação como gestoras.

A Coocaminas é inscrita no projeto desde 2021 e até então exportava seus produtos indiretamente, por meio de um prestador de serviço (trading). Mas foi em novembro de 2022 que a cooperativa procurou os consultores do Agro.BR para iniciar o processo de exportação direta.

“Durante a Semana Internacional do Café (SIC), a Coocaminas nos procurou solicitando apoio para renovar a habilitação de exportação e tirar algumas dúvidas sobre formação de preço, embarque da mercadoria, emissão de documentos”, afirmou o consultor do projeto Agro.BR em Minas Gerais, Paulo Campos.

Campos explicou que para iniciar a operação de venda direta, a empresa precisa se planejar e se organizar internamente. “É necessário contratar profissionais capacitados e habilitados para cuidarem de questões comerciais e internacionais”.

A gestora de comercialização da Coocaminas, Karen Nery, disse que para conseguir exportar de forma direta foi necessário fazer alguns ajustes internos, como contratar uma pessoa que falasse inglês, fazer treinamentos, prospectar novos mercados, além de estreitar relacionamentos.

Karen destacou a importância do consultor do projeto Agro.BR durante todo o processo. “O apoio do Paulo foi essencial, principalmente nos pequenos detalhes, mas que fazem toda diferença, como nota fiscal e contatos para enviar amostras”.

Segundo a gestora de comercialização da cooperativa, o consultor também auxiliou na emissão do Radar, que é uma habilitação para importação e exportação de mercadorias e serviços. “Nós tínhamos o produto, mas não conseguíamos tirar o certificado, então o Paulo tirou um tempo para nos ajudar e foi fundamental”, disse Karen.

O coordenador de Promoção Comercial da CNA, Rodrigo da Matta, afirmou que o caso da Coocaminas mostra que a exportação direta também é um caminho viável para os pequenos e médios produtores. “Às vezes são pequenos detalhes e ajustes, algumas informações que faltam, e que com a ajuda dos especialistas do Agro.BR, o produtor consegue rentabilizar ainda mais sua exportação”.

De acordo com Paulo Campos, a Coocaminas é uma empresa engajada e muito bem preparada e gerenciada, pois já participou de rodadas de negócios, capacitações e até missões do Agro.BR. “A cooperativa completou a fase de exportação direta em menos de seis meses desde o contato em novembro, o prazo médio gira em torno de um a três anos”.

A Coocaminas conta com mais de 160 associados e possui certificado “fairtrade”, também conhecido como comércio justo, em que o produto é adquirido diretamente dos produtores da agricultura familiar a preço justo. Além disso, o café da cooperativa tem qualidade “fine cup”, ou seja, a bebida apresenta características muito apreciadas pelo mercado.

O projeto Agro.BR

O Agro.BR é um projeto da CNA em parceria com a ApexBrasil que tem a missão de ampliar a pauta exportadora brasileira. O programa inclui iniciativas direcionadas para negócios que estejam em qualquer etapa do caminho da exportação. Isso inclui sensibilização, capacitação, apoio em plano de exportação, consultoria personalizada, participação em rodadas de negócios, suporte em escritórios no exterior e muito mais.

Clique aqui e saiba mais.

Compartilhar:
Deixe um comentário