Publicado em Deixe um comentário

Exportação simplificada: Qual a melhor para o seu negócio?

Exportação simplificada

Se você está lendo um artigo sobre exportação simplificada, já tomou uma importante decisão: quer ganhar o mundo com seus produtos ou serviços! Porém, para realizar isto, pode ter algumas dúvidas sobre o processo de exportação. Uma pergunta comum dos potenciais exportadores é como enviar suas mercadorias para o exterior. Para chegar a esta resposta, você primeiro precisa conhecer os diferentes tipos de exportação e os benefícios que trazem para as vendas do seu negócio.

Enquanto aprende sobre comércio exterior, você pode evoluir com calma passando pela exportação simplificada, indireta e direta.  Cada uma delas tem características próprias e são destinadas a empresas com diferentes níveis de maturidade exportadora. Independente do tipo, você precisa ter em mente que algo é comum para o sucesso de todas elas: o planejamento e o conhecimento das vantagens e requisitos para que você encontre a ideal para sua empresa.

Conheça os tipos de exportação e considere qual se encaixa melhor com seu negócio:

exportação simples

Exportação simplificada

Se você deseja exportar produtos de baixo valor ou em pequenas quantidades com peso de até 30kg, considere utilizar a exportação simplificada. O processo é menos complexo, não requer muitos documentos e você pode enviar seus produtos de forma rápida e fácil. O custo para sua empresa é baixo comparado aos outros tipos e você pode focar na produção para conquistar mais clientes. Indicada para você, exportador iniciante, para que inicie sua jornada exportadora sem surpresas ou imprevistos. Para te auxiliar nesse processo, conte com o programa Exporta Fácil dos Correios, indicado para micro e pequenas empresas e microempreendedores individuais (MEI).

Indireta

Quando a sua empresa já atingiu um nível mais alto de maturidade e a produção é suficiente para ser negociada para o mercado internacional, você pode adotar a exportação indireta. Procure um intermediário, as chamadas trading companies, para fazer a ponte com os compradores internacionais. Essas empresas podem te colocar em contato com clientes do mundo inteiro e ampliam seu acesso a mercados por já conhecerem a cultura do país. Além disso, se responsabilizam por todo o processo de envio dos seus produtos para o exterior, o que diminui o seu risco. Dessa forma você pode se concentrar exclusivamente no crescimento do seu negócio e das vendas.

Direta

Depois que você conseguiu alcançar os mercados internacionais e já conta com a confiança dos clientes, sua empresa pode evoluir para a exportação direta. Negocie diretamente com os compradores, sem intermediários, e tem total controle sobre a logística, negociação, entrega e imagem dos produtos negociados. O grau de relacionamento com os clientes permite um melhor entendimento da demanda, maior fidelização e o potencial de aumento dos seus lucros é bem maior. Indicada para exportadores que já tem experiência na exportação indireta, pois você passa a ser responsável por todo o processo, desde o pagamento de taxas até o embarque e entrega da mercadoria.

Compartilhar:
Deixe um comentário